# Charge: Covid-19 nas favelas.

por Grupo Editores Blog.

 

 

 

 

 

Você também pode se interessar por:

17 comentários

maria josefa agostinho araujo 24 de abril de 2020 - 18:31

A Mar distribuição de renda deixa boa parte da população carente sem acesso a serviços básicos como (água luz e esgoto).

Responder
maria josefa agostinho araujo 24 de abril de 2020 - 18:57

A mal distribuição de renda, deixa boa parte da população carente, sem acesso a serviços básicos,com, água, luz, esgoto.

Responder
Maria Célia. 30 de abril de 2020 - 09:33

Vejo mto lugares mais humilde e carente na cidade de são Paulo com falta de fornecimento de água e luz os lugares mais afetados são as comunidades da periferia, a falta de humanismo é mto grande para com a população mais carente.

Responder
Heloisa 13 de maio de 2020 - 16:05

Gostei muito da sua charge pois os pobres que moram nas cabelos precisam de ajuda.

Responder
Maria Cristina Fernandes Alves 19 de maio de 2020 - 18:50

A falta de distribuição de águapra sociedades que moram em periferias ou em lugares com baixa renda tá cada vez pior! E ruim pior tá nesse tempo do Covid-19 porque muitos não tem dinheiro nem pra comer , vai ter dinheiro pra comprar álcool em gel, pra se previnir dessa doença.

Responder
Tainá 13 de maio de 2020 - 16:02

Achei a charge muito legal e interessante,pois fala sobre um assunto que está sendo muito importante nesse momento de nossas vidas!.

Responder
Sirlene Simão Dos Santos 16 de maio de 2020 - 18:14

Infelizmente o governo não dá atenção adequada para a população carente. A charge repreneneta a realidade das periferias no Brasil.

Responder
Kauany 13 de maio de 2020 - 16:14

Infelizmente é a triste realidade do nosso país,cabe as autoridades competentes ter um olhar humano para todas as pessoas.

Responder
Rebeca Silva 13 de maio de 2020 - 16:24

Esse post é bem perto na realidade das comunidades

Responder
Hilary Santos 13 de maio de 2020 - 16:54

Pois é muitas comunidades que tem a falta de fornecimento de água e luz são afetadas e com essa pandemia do virus covid-19 creio que muitos ficaram infermos e não terão condições de se cuidar corretamento é nesses pontos que a governo deveria prestar mas atenção.

Responder
Giovanna 13 de maio de 2020 - 17:00

Esse vírus afetou a todos porém as favelas saíram mais prejudicadas,o governo deveria agir a favor daqueles que não tem nem como cuidar da própria saúde.

Responder
Jennifer 14 de maio de 2020 - 12:13

O covid 19 ta sendo um problema para as pessoa, mas está sendo pior nas favelas e comunidades que estão sendo mais prejudicados eles não devem ter como pagar luz,água e os alimentos como está sendo nem todo mundo ta trabalhando então acho que o governo poderia ajudar mas as favelas e salvar vidas porquê tem gente que não tem o que comer.

Responder
Adrielly 19 de maio de 2020 - 17:01

O covid 19 está sendo um problema para todos ninguém pode trabalhar nem sair para resolver nada.

Responder
Diogo Franklin Carneiro Feijó 9 de maio de 2021 - 19:29

Uma maneira descontraída a utilização de um charge para mostrar a realidade em nossas comunidades. Pois ter acesso em pleno século XXI ,a água tratada nas torneiras ainda é restrito a muitas famílias em nosso País.

Responder
Abílio Roger Teodoro Silva Alves 10 de maio de 2021 - 11:00

A charge é uma crítica quanto à precariedade ao acesso de componentes básicos á vivência como água e luz e a situação de vulnerabilidade socioeconômica em nível de pandemia para os residentes periféricos. Pesquisas do Diário de Pernambuco, apontam para pautas sociais e raciais, provando que os negros periféricos possuem uma probabilidade maior de serem infectados pelo covid-19, no que prova mais uma vez a falta de privilégios impostas aos negros de periferias como a saúde e educação. Portanto, no geral as favelas não sofrem só da falta d’água e energia, sofrem também com a fome, dificuldades no acesso ao EAD e a saúde de qualidade em nível pandêmico.

Responder
Rafael 10 de maio de 2021 - 23:45

A falta de abastecimento de água nas comunidades carentes, faz com que a doença se torne um problema cada vez mais sério.

Responder
Vinícius Moraes 3 de junho de 2021 - 00:49

A escassez de água nas favelas e comunidades tem dificultado muito no combate a Covid-19. E assim como foi citado na charge, a água e o sabão podem sim substituir o álcool para a higienização. Porém, a principal dificuldade é fazer com que a água chegue até os moradores, para que os mesmos possam fazer o melhor proveito para sua própria higienização.

Responder

Deixar um Comentário