Anafisco e a defesa das Carreiras Fiscais

por Grupo Editores Blog.

 

Essa semana entrevistamos o Sr. Ronaldo aprovado no concurso público do município de  Goiana/PE  .

 

1.Discorra-nos o que aconteceu no Concurso Público?

 

O concurso foi homologado dia 29/04/2020 para cerca de 1000 vagas, dentre elas 5 vagas, 2 de provimento imediato e 3 em cadastro de reserva, para o cargo de Auditor Fiscal. O município de Goiana/PE é um dos munícipios mais ricos do país, sendo a quarta economia do estado. Mesmo assim, não tinha no seu quadro de pessoal auditores fiscais, cargo de suma importância para qualquer ente.

 

Contudo, diante de um momento pandêmico, algo que poderia justificar uma possível suspensão de nomeações, quase todos os aprovados no certame em tela, foram convocados pela gestão municipal, mas no tocante aos Auditores Fiscais, só havia promessas não concretizadas, mesmo diante da importância dessa carreira para o Município, pois são esses profissionais que buscam recursos financeiros para fomentar todas as políticas públicas (custeio da máquina), além de desempenhar um importante papel na educação fiscal tão necessária para desenvolvimento de  qualquer sociedade. Elaboramos até um relatório detalhado com o potencial e econômico do município, para demonstrar ao Prefeito e ao Secretário de Fazenda a importância desse cargo para a administração tributária do Município, porém mesmo assim, não conseguimos o efeito desejado para as convocações dos auditores. 

 

Ficamos sem entender tamanha falta de sensibilidade dos gestores quanto a não convocação dos auditores aprovados, foi aí que percebemos que precisávamos de ajuda para alcançar a o nosso objetivo de ser convocado e empossado como Auditores Fiscais.

 

2. A administração abriu canal de comunicação com os aprovados? 

Não! Tivemos problemas e empecilhos em ter acesso aos gestores municipais. Poucos foram os que conseguimos ter contato. As pessoas que nos receberam não eram da secretaria de fazenda, foram solícitos e respeitosos. Só escutámos promessas não concretizadas. 

 

3. O que a Anafisco fez para ajudá-los nesse processo? 

 

A Anafisco foi fundamental nesse processo, explico: Quando estávamos praticamente sem esperanças e sem saber o que fazer, pois nossas idas à prefeitura não surtiam  mais efeito nenhum, resolvemos buscar ajuda e procuramos a diretoria da Fenafim, porém para a nossa decepção e surpresa a diretoria nos negou socorro ao nosso pleito, algo que nos deixou perplexos, pois ao nosso entender, essa entidade deveria lutar pelos interesses e fortalecimento da Adm tributária e dos futuros Fiscais Tributário, estávamos quase desistindo.

 

Contudo, como bons brasileiros que somos, não desistimos, e fomos correr atrás do nosso sonho de ser convocado. Tentamos descobrir se existia mais alguma entidade representativa da carreira.

 

Nesse cenário, conseguimos o contato do senhor Marcos Fardin, diretor jurídico da ANAFISCO. Já era tarde da noite, quando entrei em contato, me apresentei e expliquei toda a problemática que estávamos enfrentando.

 

De pronto, o senhor Marcos mostrou-se muito sensível à nossa causa. Comprometeu-se em nos ajudar no que precisássemos e naquilo que estivesse ao seu alcance.

 

Deixou claro que era preciso levar a nossa demanda para o conhecimento dos diretores da ANAFISCO para   deliberarem sobre o apoio ou não da entidade. Sabíamos que não seria fácil convencê-los e convencê-las, mas diante das palavras encorajadoras do senhor Fardin, a luz da esperança começou a brilhar. 

 

Alguns dias após, entrou em contato e disse que a diretoria deliberou positivamente pela ajuda e que a ANAFISCO iria nos ajudar! Salientou ainda, que o debate entre os diretores não tinha sido nada fácil. Sabíamos que não seria, pois como uma associação nacional  iria lutar por direitos de futuros auditores que nem posse tinham tomado e nem filiados eram ainda , não é algo comum. Não teriam obrigação regimental para tal, talvez moral, se assim entendessem. Temos certeza que essa demanda foi algo ímpar, histórico!

 

Possivelmente nunca acontecido. Logo após, marcamos uma reunião on-line para alinhar as estratégias que seriam utilizadas, contando inclusive com a presença do senhor Cássio Vieira, presidente da ANAFISCO que, reafirmou o compromisso da entidade em fazer o que fosse possível e legal para resolver essa demanda. Então foi feito! Órgãos de controle foram acionados através de duas Notícia de Fato. Despachos e decisões dos órgãos de controle vieram favoráveis ao nosso pleito, legitimadas pelas ações encaminhas pela ANAFISCO. 

 

Enfim as primeiras convocações vieram, ainda faltam convocações, mas o primeiro passo foi dado. Foi difícil! Foi persistente! Foi histórico!

 

Por fim, agrademos o empenho da diretoria ANAFISCO que não mediu esforços em solucionar essa importante demanda para o fortalecimento da Adm tributária e da carreira. Nossos agradecimentos em especial ao senhor Marcos Fardin, que não mediu esforços para nos ajudar. Confiou em nós e confiamos nele. E o resto é história…

 

4.Quais são as perspectivas agora para exercer o cargo?

 

São as melhores possíveis. Sabemos que o que está por vir não será fácil, mas estamos motivados e preparados para ajudar o Municipo a proporcionar à população goianense o incremento de recursos diretos e indiretos para fomentar as políticas públicas que tanto vão beneficiar os munícipes. 

 

5.Qual sua mensagem final para a sociedade e para as entidades do fisco municipal?

 

Confiem no trabalho dos Auditores Fiscais, pois o trabalho desempenhado por eles têm por objetivo buscar recursos financeiros para incrementar todas as políticas públicas de governo, ajudar de fato o gestor público a fomentar, por exemplo, a educação, saúde, segurança, e pavimentação de ruas. Além da busca incessante pela justiça fiscal, evitando assim a concorrência desleal que só prejudica a economia de qualquer região. 

 

Que utilizem o exemplo da ANAFISCO nessa demanda. Sejam mais sensíveis a pleitos como este, pois isso só fortalecerá a classe.

 

Grupo Editores do Blog.

 

Você também pode se interessar por:

Deixar um Comentário