GovTech no Vale do Silício: Y Combinator está oficialmente investindo em empresas que inovam no setor público.

 

Uma das principais aceleradoras do mundo está procurando por startups que inovem no setor público. Trata-se da Y Combinator, reconhecida por ser uma referência de venture capital no mercado norte-americano. Localizada no Vale do Silício, a YC é agente fundamental da inovação gerada por lá. Entre as empresas aceleradas, já estiveram o Airbnb e o Dropbox.  E já foi lançado o convite oficial para a aceleração de GovTech, batizada de Government 2.0.  

 

Não é a primeira vez que a incubadora investe em tecnologia para o setor público. Empresas como a Statecraft (que desenvolveu um software que auxilia o governo a corrigir problemas habitacionais) e a Token Transit (bilheteria móvel para agências de transporte público) já apresentaram seus projetos e foram aceleradas pela YC.

 

Ajudando startups a fazerem o que governos não conseguem

 

Michael Seibel, CEO da YC, e Adora Cheung, sócia/parceira da empresa, anunciaram no post/convite a iniciativa. De acordo com Seibel, “a Y Combinator está procurando especificamente por startups que procurem solucionar problemas da sociedade que deveriam ser resolvidos por governos, mas que claramente não são.”

 

“Se o seu grande propósito não é ficar rico ou construir uma grande empresa, mas sim fazer do mundo um lugar melhor – ou da sua comunidade um lugar melhor -, nós queremos investir em você”, afirmou Michael Seibel.

 

A partir de agora, serão selecionadas startups que desenvolverem produtos e serviços de tecnologia com o objetivo de aprimorar os serviços de governos. Ainda não há detalhes sobre como será a aceleração. No entanto, se a YC mantiver seu modelo tradicional, as escolhidas passarão por consultorias duas vezes ao ano e receberão um investimento de 150 mil dólares, com 7% de retorno de equity.

 

O objetivo é que, com a consultoria e os recursos, as startups consigam estruturar seus planos de negócio. Assim, estarão prontas para vender inovação aos governos.

 

Brasil também já teve startup acelerada pela Y Combinator

 

Sediada em São José dos Campos, interior de São Paulo, a Quero Educação esteve entre as startups financiadas pela YC. Hoje, essa plataforma de marketing educacional ajuda escolas a captarem e manterem alunos. A empresa conta com mais de 500 colaboradores e já matriculou mais de 450 mil estudantes por meio do Quero Bolsa.

 

A EdTech participou da aceleração comum da YC em 2016, e em 2018 foi novamente selecionada para um novo programa da instituição: YC’s Growth Program, com foco em startups que estão mais consolidadas.

 

A referência que vem da Califórnia

 

A notícia de que a YC vai acelerar Startups de GovTech é fundamental. Como se sabe, o Vale do Silício é a principal usina de referências para o restante do planeta, e a iniciativa tem potencial para incentivar inúmeras outras ações neste campo.

 

O BrazilLAB, como hub que conecta startups de tecnologia e gestores públicos, comemora a decisão da aceleradora. Pois sabemos que só essa união é capaz de promover uma cultura voltada para a verdadeira inovação no setor público – que resulte em serviços melhores para toda a população.

 

Fonte: BrazilLab.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *