Drones vão reforçar patrulhas da Guarda Municipal em Curitiba.

 

Quatro drones foram incorporados aos equipamentos da Guarda Municipal de Curitiba para reforçar os trabalhos preventivos de segurança, como mapeamentos para operações e companhamento de manifestações na cidade. A corporação já tinha um equipamento deste.

 

“O drone tem os olhos que a gente não tem. Tem a vantagem de um helicóptero, mas não tem os mesmos custos. Levanta voo durante a noite, voa baixo, não faz barulho. Tem várias vantagens”, explica o secretário municipal da Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

 

O primeiro equipamento usado pelos agentes veio de uma doação feita pelo Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep). Já os quatro novos comprados a um custo total de R$ 45,2 mil – foram adquiridos como parte do projeto de reestruturação da Guarda Municipal, que prevê uma intensificação das patrulhas preventivas.

 

“Os drones são diferenciais. Numa manifestação pública, se a gente quer fazer levantamento, ver como está a situação, tem o drone. Ou vai fazer uma operação, tem reintegração de posse, manda o drone fazer o levantamento do local para que a gente possa preparar nossas equipes para fazer um trabalho mais eficiente”, completa o secretário.

 

A corporação tem hoje quatro guardas municipais habilitados para controlarem os equipamentos. Todos passaram por treinamentos na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que deverá treinar um novo grupo de agentes até o final deste ano.

 

Leia a matéria completa, clique aqui.

 

Fonte: Gazeta do povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *